Skip to content

#fontedajuventude : Precisamos falar sobre alimentação infantil

November 28, 2015

Faz tempo que você não lê nada por aqui. Eu sei. Uma das coisas mais legais que o Bloguinho me proporcionou foi me colocar em contato com projetos e causas importantes. E é por isso que retomo esse espaço.

Ontem, fez um dia lindo aqui no Rio e, mesmo sendo carioca da gema, nunca tinha subido o Morro do Vidigal. Fui de van com uma galera importante, gente que tem programa de TV sobre alimentação infantil, dona do Ateliê das Ideias (escola de culinária pra criança), gerente da PepsiCo, Eliane (1001 Roteirinhos), chefs de cozinhas, responsáveis por fundações e coisa e tal.

Chegando lá no alto, depois do marco da UPP, damos de cara prum visual incrível da nossa cidade: Ipanema, Leblon, Lagoa. Queixo cai. Meu coração já batia mais rápido nessa hora porque além da caminhada (tô fora de forma física) eu ia conhecer o Vik Muniz e seu projeto, a Escola Vidigal. A nossa cidade vista de cima era, como dizem os jogadores de futebol, um “plus a mais”. E que plus, minha gentchy!

3a5789fe-2a48-4819-8d3a-75ef3085b6e2

Vik Muniz + criançada linda + buffet com várias comidinhas saborosas e coloridas + um painel com a imagem-texto “Fonte da Juventude”. Sabia que era a apresentação de um projeto do Novos Urbanos, que era sobre hábitos alimentares, mas só.

03aefae4-ec03-4a91-a2c8-34a1f2ebbce9

Era gente que não parava de chegar. Tirei foto com Vik (sempre há pausa pra tietagem na vida) e um vídeo muito bacana começa a rodar.  Muito bacana no sentido de produção, de ideia e tals. O conteúdo, alarmante. São estatísticas bem feias que eu não dava conta. Taí na imagem.

Captura de tela 2015-11-28 00.05.58

1/4 da população infantil brasileira está subnutrida e com sobrepeso. Outros números assustadores mostram que essa geração de crianças pode vir a viver menos do que a gente e ter 19 anos de vida com doença.

Beleza. Temos um problemão aí. Mas o que um artista plástico tem a ver com isso? Vik Muniz é embaixador da Unicef, um grande formador de opinião. Sua arte vai da galeria, passa por capa de CD e para na entrada da novela das 21h da Globo. É um cara com uma trajetória fantástica (assista ao “Lixo Extraordinário” assim que puder). E como ele disse no lançamento da campanha ontem, mais importante do que o material utilizado para criar o seu trabalho (no caso dele, ficou conhecido por usar chocolate, sucata e tudo mais para seus quadros) é o quanto a sua arte comunica. Porque ela tem que falar com a minha mãe, com o meu porteiro, com a dona da galeria de arte, enfim.

Vik junto com as crianças da Escola Vidigal desenvolveu a #fontedajuventude, letras criadas a partir de alimentos in natura(frutas, legumes e verduras) cujos nomes se iniciam com as letras do alfabeto. Esse abecedário pode ser usado por empresas e pessoas que queiram se engajar neste debate sobre alimentação. É uma forma divertida de estimular uma alimentação com mais frutas, legumes e verduras.Captura de tela 2015-11-27 23.51.53

Depois que o vídeo foi exibido, ganhei uma camiseta com a inicial do meu nome. A peça é produzida pela Reserva e a partir do dia 08/12 poderá ser adquirida. A verba das vendas do produto será 100% destinada ao CREN (Centro de Recuperação e Educação Nutricional).

Essa ação é só um começo de uma luta séria que temos pela frente. Embora eu esteja há um ano e meio trabalhando com o universo da culinária infantil, não tinha ideia desses dados.

Tá. E o que eu posso fazer além de contribuir financeiramente com a campanha? Você pode compartilhar o vídeo da causa nas redes sociais. A primeira é meta é impactar um milhão de pessoas com ele e com a #fontedajuventude. Mas e além disso? Bem, eu estou aqui te contando isso, te dando essa notícia péssima (foi mal aê). Eu lembrei da filha da moça que limpa a minha casa que se alimenta de miojo e de pastel do china da esquina. Pensei que tenho que dar um toque nela (na mãe, óbvio). Lembrei da Bela Gil que quer chamar o filho de Jiló. Que chame! A moça tem tanto hater nas redes que acredito que eles são os divulgadores mais fortes do trabalho que ela faz pelo bem da alimentação. Taí o segundo livro dela bombando. Pensei numa pauta para o próximo encontro com os meus afilhados, vou falar como é legal o meu cliente que é uma escola de culinária, quantas crianças transformam legumes e verduras em receitas deliciosas.

Captura de tela 2015-11-28 00.56.18

Nesse meio tempo de texto longo (tô fora de forma pra escrever também e me demorei, sorry!), você deve ter pensado em alguma coisa também. Que devia comer aquela caponata de berinjela junto com o seu filho, e não só quando recebesse visitas em casa. Que levá-lo ao hortifruti e ao supermercado e apresentar um mundo de alimentos para ele pode ser uma forma de divertida de dar conta dessa função e fazer com que ele se sinta mais integrado com as responsabilidades de casa. Preparar uma receita junto com ele, mesmo que você não saiba cozinhar, vocês podem aprender isso juntos – e o youtube taí com vídeos mara. Também pode ser legal ter ervas e temperos em casa e deixar a criança responsável em cuidar deles.

Cara, tem muita coisinha pequenininha assim que dá pra fazer. Coisa pra ficar na memória afetiva da turma e educar mesmo. Enquanto isso, você pode falar desse vídeo pra mãe do amiguinho da turma da sua filha, pra sua chefe, pro seu dentista. É pra espalhar pra geral. Porque precisamos falar sobre alimentação infantil e precisamos mudar esse quadro. Todos juntos. Depois a gente até comemora com churrasco de melancia. Porque seguimos de bom humor, sem perder a piada!

Todas as infos sobre essa campanha linda estão em  www.fontedajuventude.info

E fica aqui a promessa, euzinha tô obesa e já tô engajada na minha campanha em prol da criançada brasileira e em prol do meu corpitcho e da minha saúde de volta.

Um beijo! (porque eu tava com saudade disso aqui)

 

 

 

Primaverinha dos Livros

August 9, 2014

Depois da FLIP, é a vez da Primaverinha dos Livros, primeira edição da feira de literatura para as crianças. Hoje e amanhã, 09 e 10/08, o delicioso Espaço Tom Jobim, no Jardim Botânico, recebe 33 editoras e cerca de 2 mil títulos para o público infanto-juvenil. As publicações terão descontos de até 50%.

primaverinha2b

Uma série de atividades estão programadas para o final de semana, confira:

Sábado – 11h30 – além dos autógrafos, as crianças poderão criar o próprio museu a partir de sucatas e materiais de desenho.
O museu que o Caio inventou
Simone Bibian e ilustrações de Paula Kranz
Edições Pinakotheke

Caio era um menino como tantos outros, que caminhava prestando atenção nas borboletas, nuvens… Até tropeçar em uma pedra! Afinal, sempre há pedras no caminho. Mas aquela, além de um joelho esfolado, lhe deu um olhar especial! Ele percebeu que sempre há pedras a nossa volta, mas elas podem ser cheias de graça e até colecionadas! O livro utiliza com sensibilidade a linguagem poética para falar sobre memória e encantamento.

Sábado – 15h30
As aventuras de Newneu, o superneurônio
Adriana Fóz e ilustrações de Silvia Rocha Campos
Editora Matrix

“As aventuras de Newneu, o superneurônio” conta a história de um neurônio chamado Newton Neuron, que vive dentro da cabeça de Albert Spertoviski, um garoto esperto que adora aventuras. Com o objetivo de ensinar as crianças a cuidar do próprio cérebro, o livro mostra um pouco do que acontece no mundo surpreendente e dinâmico que existe dentro das nossas cabeças.

Domingo – 11h30
Tempo de infância – música e movimento
Grupo Educart
Mar de Ideias

Criado pelo Grupo Educart, formado por especialistas em arte, terapias e educação, o livro+CD Tempo de Infância incentiva as crian¬ças a construírem o conhecimento, a partir da experimentação do seu corpo e do mundo que as rodeia. As narrati¬vas são curtas e as letras das 24 músicas são cantadas para que pais/educadores também possam interagir com as crianças numa viagem ao “país do corpo e do movimento”.

Domingo – 15h30
Praia limpa é a minha praia
Fábio Araújo e Samara Silva
Vieira e Lent

Inconformados com a poluição do ambiente onde vivem, uma simpática turma que mora na praia – o Tatuí, a Maria Farinha, a Joaninha, a Pulguinha de praia e o Molusco – convoca uma reunião da Associação de Moradores da Praia (AMP) para resolver o problema causado pelo lixo deixado pelas pessoas. Com a ajuda de Juju e Guigui, duas crianças que brincavam na areia, encontram uma solução para manter as praias limpas.

primaverinhab

Primaverinha dos Livros
Literatura, lançamentos, arte, música, oficinas e performances
10h às 17h
Espaço Tom Jobim, no Jardim Botânico (Rua Jardim Botânico, 1008 – Rio de Janeiro)
Entrada gratuita

O Cluster – 8ª edição

May 24, 2014

CLUSTERF

É neste domingo, 25/05! O Cluster já faz parte da agenda cultural dos cariocas. Tem música boa, comidinhas déli, uma incrível seleção de produtos, arte e um get together do bom.  Não dá pra perder. E pode levar os filhotes, viu? A criançada sempre aparece por lá e se diverte pacas pelo espaço da Casa das Palmeiras, Botafogo. A 8ª edição do evento conta com 33 marcas e, pela primeira vez, recebe uma grife infantil (amamos!).

clusterc

clustera

clusterd

As criações de Joanna Pacheco, da Berço Esplêndido, estarão à venda. Cada fofura! A expo fica por conta dos artistas João Paulo Batista, da ilustradora Bella e da dupla Dínamo, Tainan Cabral e Cety Soledade, com direito a live painting e tal. O destaque dessa vez é o Cine Fashion. No final da tarde, rola projeção de documentários sobre moda. São eles: “Bill Cunningham New York”, sobre o famoso fotógrafo americano  pioneiro da fotografia street style, “Marc Jacobs & Louis Vuitton”, sobre o processo criativo do ex-diretor da maison francesa e ” Yves Saint Laurent – L’amour Fou”.

clusterb

A entrada é gratuita e dá para sair com a cabecinha abastecida com o melhor da cultura contemporânea. A gente se vê por lá? Anote aí as infos importantes: Rua das Palmeiras, 35 – Botafogo. Horário: das 13h às 21h.

I Concurso de Carrinho de Bebê Alegórico

February 8, 2014

Já dá pra ouvir o esquentar dos tamborins. E a gente adora esse período do ano em que todos assumem as fantasias mais deliciosas e vão pra rua brincar até o dia raiar. E quem tem filhos não precisa achar que por isso não tem mais Carnaval. A folia momesca com os pequenos é muito divertida também!

I-concurso-carrinho-bebe-alegorico

Pra marcar a estreia do seu pequeno no bloco da rua e na passarela do samba, uma turma se reuniu para criar o “I Desfile de Carrinho de Bebê Alegórico”. A ideia surgiu do empresário Adilson Pereira, bem antes da filhota Rosa nascer. Agora que a pequena já mostra o rebolado, o rapaz abre as portas do seu café-arte, o Glicerina, para receber os carrinhos de bebês decorados de muitas famílias para um concurso! Demais, né?

No domingo, 16/02, das 14h às 17h, as crianças poderão tirar fotos no miniestúdio de Dani Ennes. Prêmios, fotos, degustação de waffle e muito mais vai rolar durante a tarde e marcam também o lançamento oficial do site de programação infantil carioca Tudo Miúdo. Enquanto todo mundo se diverte, os juízes escolhem os carrinhos mais criativos!

Ah, a marca de acessórios carnavalescos Alalaô (dessa que vos escreve) estará por lá com sua bike-store realizando as vendas de suas criações. Não dá pra perder!

Foi um rio que passou em minha vida

February 6, 2014

Hoje é um dia muito importante pra mim. Hoje eu venci uma batalha que travei comigo mesma há 4 anos. Hoje eu tive alta. Hoje eu não tomo mais remédios.

O sorriso largo me define, junto com os sinais do rosto e da minha armação de óculos, agora moderna, que custou R$ 20,00 um dia. Nem sempre foi assim. Houve um tempo em que eu não sorria. Eu paralisava. Tinha medo. Via escuro. Tudo abismo. Foram meses de luta com a tristeza, com o medo, com a apatia e com o pessimismo. Lado negro.

Quando olho pra trás não me reconheço. Lembro da primeira visita ao psiquiatra. Não conseguia falar de mim. Pedi ajuda ao Tiago. Absurdo. Era um ser pesado e melancólico. Tinha momentos de alegria, de euforia e de algumas realizações. No trabalho, com os amigos. Passavam rápido. Desejei dormir pra sempre. Agora entendia “estar deprimida”. A partir de hoje não emprego mais essas duas palavras em nenhuma fala. Acordo comigo.

Mudei de médico. O tricolor, amante das artes e superquerido Zé, me dizia: “É pra tratar na terapia”. Várias vezes quis largar aquele espaço com a moça de bom gosto e bem vestida. Falar de si mesmo cansa. Ouvir o que você fala com atenção dá vergonha. Vergonha de ser fraca. Vergonha da autopiedade. Uma chatice se ouvir reclamando. Não me suportava.

Quando tinha que comprar remédio, era um parto. Tudo caro. Rodava drogarias. Tinha raiva de gastar dinheiro com aquilo. Uma resmungona com o farmacêuticos. Cheguei a bater boca com um. Zé diminuía a dose. Zé aumentava a dose. Zé dizia: “É na terapia”. Zé mudava o troço. Zé adora Inhotim. Apoia a instituição. Contei para ele da minha viagem pra lá. E em toda a consulta ele falava: “Ah, você foi a Inhotim, né?”. Achava graça daquilo. Embora tenha gostado pouco do passeio. O lugar é incrível. Eu é que fui pra lá com o meu melhor lado negro. Quase tive uma crise de choro numa galeria. Deixei de entrar numa outra. E aquele lugar lindo lá. E eu feia por dentro.

Foram muitos enfrentamentos. Falência do pai. Morte do avô. Dor. Mudança de emprego. Dureza de grana. Separação. Me afundei em todos eles. Bem fundo mesmo. Cadê o sorriso que tava aqui? O gato comeu! Nem a Mafi conseguia me trazer alegria. Logo ela, tão linda, com aquele focinho maquiado e ronronar sem fim.

Depressão é invisível. Parece que tá no ar. Não dá pra todo mundo entender. Espero que você nunca entenda. Espero mesmo, de coração.

No dia do casamento de uma querida amiga, eu decidi que não tomaria mais remédios. Ia enfrentar aquele troço sozinha. Não contei pra ninguém. Assumi a luta da Ivy com a Ivy. Puxei a situação pra mim. Matei no peito. Fui dormir com essa. No lugar da medicação, a comida. Fui capaz de parar cinco vezes em lugares diferentes da Real Grandeza até a Rua da Passagem. Coxinha, pão de queijo, pizza, sanduíche e salada. Engolia tudo. Engordei. Nem me pesei ainda. Logo eu resolvo isso. A luta era outra.

Hoje, dia 06 de fevereiro de 2014, não tem roupa que me vista. O Zé me liberou da medicação. A gente fez dancinha com o braço. Os dois. Hoje eu vou vestida com o meu sorriso mais largo.

d7826f4aaa6286ee52a31afdbfe928a0

O tempo da catapora

November 27, 2013

13-11-27-de
Quando eu era criança tive catapora.
E adorei!
Fui mimada pela tia, mãe, pai, avó, foi ótimo!
Essa semana a catapora voltou.
Depois de todos esses anos,  a danada apareceu na minha filha mais velha, com {seus enormes} 5 anos.
Junto com ela veio a febre e a dor de cabeça.
Já são 4 dias de carinhos, colos, afagos, beijos e muitas conversas sobre a … beleza.
Eu não tinha ideia de que uma menininha de 5 anos podia ser tão vaidosa.
Ela está se achando feia com tantas bolinhas.
E nem o episódio do Charlie e Lola em que a Lola está com catapora a convence do contrário.
As bolinhas, segundo ela, são muito muito feias.
E bobas, chatinhas, deveriam voltar pra casa delas e ficarem lá, quietinhas, sendo “bolinhas boazinhas”.
Enquanto elas não voltam para seu lar, cuidamos delas aqui.
Chegamos a conclusão de que são bolinhas com saudades.
Por isso elas aparecem nas crianças! Para ser mimadas por toda a família!
Mas ela não dá o braço a torcer e conversa com suas bolinhas de catapora, pede pra elas irem embora porque ela quer brincar lá fora com os amigos.
Quer aproveitar a volta às aulas!
Quer ir pra escola brincar de irmãs perdidas (!!), subir na árvore, no balanço, pular corda e entrar no cordão dourado.
Quer saudar o sol, levar playmobils no dia do brinquedo e combinar visitas à casa da Lorena.
Ela quer aproveitar o sol do inverno para andar de bicicleta na pracinha.
Enquanto isso, ela inventa brincadeiras em casa e tenta se equilibrar nos meus sapatos. Neste faz de conta ela tem seis anos e vai ser “muito grande, quase adulta”  e nunca mais vai ter catapora.
cotidiano011: Denise Niz é jornalista, mãe de dois pequenos, dirige a Polar Studio e gosta muito de palavras.
Saudades de receber carinho, beijinhos e mimos.

Villa La Massa

November 22, 2013

Hoje iremos ao campo, repleto de oliveiras e de limoeiros. No coração da Toscana está a Villa La Massa, a poucos quilômetros de Florença e agraciada pelas colinas de Chianti Rufina.

rafahotel_garden_001

Com 22 hectares a beira do Rio Arno, essa propriedade do século 16 foi transformada em hotel de luxo em 1948 e completamente restaurada ao seu esplendor renascentista em 1998, onde seus hóspedes respiram 500 anos de história.

rafahotel_0002

O chef de cozinha cultiva vegetais, frutas e ervas numa horta orgânica em uma pequena parte do imenso jardim. Ele explica a singularidade de cada ingrediente ao visitante que quiser acompanhá-lo nesse passeio. E quem não gostaria? Afinal é aqui que são produzidas uma pequena e limitada quantidade de garrafas de azeite.

rafahotel_0001

O hotel oferece aos seus hóspedes 37 quartos, todos diferentes um do outro e  recentemente renovados no tradicional estilo florentino. São decorados com mobiliário antigo e tecidos das históricas fábricas têxteis da Florença. Os banheiros refletem a atmosfera de tempos passados, são revestidos de mármore de Carrara e tem janelas emoldurando a bela paisagem da Toscana.

rafacamere_presidential_0001

A suite presidencial é composta por 2 quartos espaçosos, 2 banheiros, uma sala de estar com lareira e piso de terracota, um espaço exterior amplo e um jardim privado.

Os quartos possuem closet, mesa de trabalho, cofre e minibar. Os lençóis são de linho feitos sob medida. O mobiliário foi selecionado para respeitar a atmosfera renascentista do século 16 porém amenidades do século 21 não foram esquecidas: TV via satélite, filmes pay-per-view e internet wi-fi estão a disposição dos hospédes.

rafacamere_presidential_0000
As vantagens da suíte presidencial não param por aí: massagem de boas-vindas de 15 minutos e uma cesta com vinho toscano, biscoitos tradicionais, flores e frutas. Além disso, para estadias superiores a 3 dias, um carro com motorista fica à disposição do cliente para passeios personalizados. Que luxo, hein?

PERTO DO PARAÍSO: Rafael Srur é formado em Publicidade pela PUC-Rio mas sua paixão é moda. Bem, moda e viagens (de luxo), arte, design de interiores, arquitetura, música… É um grande entusiasta de (quase) todas as mídias sociais. Tem mais de 3.500 seguidores no Pinterest , já estava no Tumblr antes de virar moda e se você enviar uma mensagem com sua solicitação, será seu amigo no Facebook.

%d bloggers like this: